MENU+
PRÓXIMA Filmes que você não pode deixar de assistir com as crianças ANTERIOR Filmes que você não pode deixar de assistir com as crianças

Bordado à flor da pele

por:
publicado em: 13/01/2014

Usando a própria pele como uma tela, a artista Eliza Bennet bordando cuidadosamente o seu corpo com fios coloridos.
Com a temática “O corpo de uma mulher nunca é feito”, ela utilizou o bordado para representar a feminilidade e aplicá-lo em um contexto oposto, já que o trabalho feminino sempre é considerado leve e fácil.

Os objetivos dos bordados era representar o efeito do trabalho duro das mulheres que ganham pouco para exercer trabalhos em áreas auxiliares – como serventes, cozinheiras, costureiras – todos considerados trabalhos femininos e fáceis.

Para ver mais do trabalho da artista, veja o portfólio dela. :)

categorias : Arte
adelle
Sergipana e mora em São Paulo. Canceriana com ascendente em leão, apaixonada por café, bordados, Danilo e bolo. Tem uma casa colorida, ama ouvir os seus discos de vinil, descobrir novos lugares e sempre acaba nos mesmos de sempre. Agulhas, linhas, brincos grandes, cores e muitas estampas fazem parte do seu dia, assim como o Miss Caffeine.

Deixe o seu comentário


0 Comentários
Não há comentários.