MENU+
PRÓXIMA Filmes que você não pode deixar de assistir com as crianças ANTERIOR Filmes que você não pode deixar de assistir com as crianças

Amor e Foguetes: uma introdução ao maravilhoso mundo de Love and Rockets

publicado em: 05/07/2013

Quando recebi o convite pra falar sobre quadrinhos aqui no Miss Caffeine, duas coisas logo passaram pela minha cabeça: “finalmente, uma desculpa pra voltar a escrever!” e, em seguida, “finalmente, uma desculpa pra falar de Love & Rockets como se não houvesse amanhã!”.

E não é só porque sou fanzoca não. É que falar de Love & Rockets leva um tempão, já que o primeiro número da revista saiu há 31 anos e, salvo alguns hiatos e mudanças de formato, ela continua a ser publicada. Bom, mesmo assim, vou tentar resumir um pouco da história, até pra que a sua vontade de ler seja maior do que a preguiça de devorar tantas edições:

L&R (para os íntimos) foi criada pelos californianos irmãos Hernandez, Jaime (Xaime), Gilbert (Beto) e Mario, no início dos anos 80. Enquanto Mario contribuía com uma coisinha aqui, outra acolá, Jaime e Gilbert criaram personagens e roteiros completamente diferentes entre si, mas que de alguma maneira, transbordavam referências do mundo em que viviam: a cultura chicana da família, a rebeldia do movimento punk, fantasia e muita ficção científica.

Não demorou muito até Los Bros Hernandez chamarem a atenção do público de HQs alternativas: Gilbert por seu realismo fantástico, várias vezes comparado a Gabriel García Márquez, e Jaime, por seu traço único e personagens que são tão de verdade, que às vezes a gente acha mesmo que existem. Talvez por isso as histórias dele sejam as minhas preferidas (e as que ilustram o post inteiro).

Locas, o título do bro caçula, conta as aventuras de Maggie e suas amigas numa realidade distópica cheia de planetas, mecânicos prosolares, dinossauros e muita ação. À medida que o tempo vai passando, o sci-fi dá lugar à falta de grana, ao amor não-correspondido, às confusões familiares e várias outras situações do cotidiano. A protagonista Maggie, por exemplo, deixou pra trás uma cinturinha de pilão para ganhar uns quilinhos e nunca mais perder – o que fez leitores torcerem o nariz e leitoras brotarem pelos cantos.

Pra quem se empolgou e já quer correr pra primeira banca ou livraria que encontrar, muita calma nessa hora: L&R teve vida curta no Brasil, no início dos anos 90, saindo em alguns números da extinta revista Animal e depois, numa publicação própria que durou menos de 10 edições. Há mais ou menos um ano, o primeiro volume de Locas foi reeditado e saiu por aqui pela Gal Editora. Mas, sem perspectivas de continuar a tiragem, o que vale a pena mesmo é comprar as edições encadernadas no site da editora dos caras, a Fantagraphics. E se bater a dúvida sobre por onde começar, basta seguir esta linha do tempo que eles armaram pra ajudar.

Agora sim, não tem mais desculpa pra não se jogar!


categorias : Livros e Filmes
Mônica Déda
Mônica já foi um pouco de tudo e, se ainda der tempo, quer ser um tanto mais. Aprendeu a ler com a Turma da Mônica, perdeu muita aula de Biologia sonhando em desenhar pra Marvel e hoje fica feliz em sair pintando qualquer coisa por aí. Ama lasanha acima de (quase) todas as coisas, vive com um gato argentino que mia tão bem quanto um pombo e só consegue dormir com o barulho do ventilador.

Deixe o seu comentário


0 Comentários
Não há comentários.