MENU+
PRÓXIMA Filmes que você não pode deixar de assistir com as crianças ANTERIOR Filmes que você não pode deixar de assistir com as crianças

Mixtape de primavera #10 – luiz cesar pimentel

por:
publicado em: 05/12/2011

Depois de uns dias sumida do blog (não por vontade própria, viu?), voltei com uma mixtape linda. É que a vida tá corrida, com final do ano chegando e muitos projetos acontecendo por aqui.

Mas vamos falar da nossa #10 de primavera, feita pelo querido Luiz Cesar Pimentel. Além de ser um colega de trabalho aqui da corporação e dono de uma coleção meias divertidas, também é um bom entendedor de música. 😛
E justamente por entender de músicas, recentemente ele lançou um livro com playlists feitas por ele e por seus artistas favoritos, com as suas músicas mais importantes das suas vidas. Essas mixtapes são compostas pelas músicas que suas filhas precisam escutar uma vez na vida. O livro Você tem que ouvir isso já está a venda nas livrarias com precinho bem amigo e. pode ter certeza, é daqueles que você não pode deixar de ter.

Ah, e a lista de músicas veio comentada, viu? Infelizmente algumas músicas não estão com os artistas originais na mixtape, pois o Grooveshark tem algumas restrições por direitos autorais. :(

Vamos ouvir?

músicas:
1. She Loves You – Beatles
TUDO começou aqui.

2. September Gurls – Big Star
Ninguém entendeu tão bem a lição da importância da melodia como o Big Star.

3. California Stars – Wilco + Billy Bragg
Minha primeira filha nasceu quando tocava esta música na mixtape que fiz pra sala de parto.

4. Terminal Love – The Boys
Ensina que o melhor (da cena punk 77, no caso) nem sempre é o mais reconhecido.

5. Yankee Bayonet – Decemberists
Quando tudo tende à banalização para consumo imediato, eles se mantêm como foco de resistência de capricho na equação melodia + arranjos + letras.

6. Hard Luck Woman – Kiss
Registraram em pedra (rock) o que seria o hard rock, a diversão e o marketing da música dos 70 para sempre.

7. Animal Nitrate – Suede
O melhor do britpop não estava na briguinha de Oasis x Blur, mas nas criações de Brett Anderson e Bernard Butler.

8. Across the Universe – Beatles
Os Beatles são aqueles quatro caras que conseguem pegar um refrão como “Jai Guru Deva Om” e transformar isso em uma das músicas mais bonitas já feitas por seres humanos.

9. Preciso me Encontrar – Cartola
Nunca gostei de samba e nunca achei que gostaria. Mas Cartola me dobrou.

10. I Am the Cosmos – Chris Bell
Big Star, o maior grupo dos 70, era basicamente Alex Chilton + Chris Bell. Por ter morrido cedo, meio que ficou para a história que o gênio era Chilton. Não era.

11. Burning Love – Elvis
Minha fase favorita é a do começo dos 70, quando emprestou quimono como inspiração pro figurino e dava golpes de caratê no palco. Mas acho que nesta música ele foi mais rei do rock que nunca.

12. My Sweet Lord – George Harrison
George falava pouco. Mas quando o fazia, era sublime.

13. On the Evening Train – Johnny Cash
Man in Black. Já no finalzinho da vida. A voz entrega esse desfecho. O disco é póstumo. A letra acompanha o clima.

14. Lola – Kinks
(Muito) Por causa dela, minha segunda filha se chama Lola.

15. In the Aeroplane Over the Sea – Neutral Milk Hotel
Se me perguntarem se este disco é o melhor da história, acima de “Reign in Blood”, do Slayer, fico na dúvida. Mas quando o escuto, digo sim (isso acontece com Slayer também). Ouça como quem lê um livro, pegue um encarte, lugar tranqüilo e vá da primeira à última faixa.

16. Paranoid Android – Radiohead
Um dia me disseram que essa era a música mais bonita já feita. Eu concordei.

17. O Portão – Roberto Carlos
O rei nu e no auge.

18. There is a Light That Never Goes Out – Smiths
A Lola escolheu nascer quando tocava esta música. Uma ótima escolha, diria.

19. I´ll be There for You – Bon Jovi
Sabe o que é power ballad? Se não, comece pela maior de todas.

categorias : Música
adelle
Sergipana e mora em São Paulo. Canceriana com ascendente em leão, apaixonada por café, bordados, Danilo e bolo. Tem uma casa colorida, ama ouvir os seus discos de vinil, descobrir novos lugares e sempre acaba nos mesmos de sempre. Agulhas, linhas, brincos grandes, cores e muitas estampas fazem parte do seu dia, assim como o Miss Caffeine.

Deixe o seu comentário


0 Comentários
Não há comentários.